terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Tatuagens de henna podem causar alergias perigosas

Desejo de muitas crianças nesta época de verão e aparentemente inofensivas, as tatuagens de henna podem levar a severas reações alérgicas e deixar cicatrizes permanentes na pele

Não é necessário andar muito pelas praias durante o verão para encontrar tatuadores de calçadão especializados em tatuagens de henna. Eles costumam ter mostruários enormes com vários tipos de desenhos e preços atraentes.

Esse tipo de tatuagem some em, no máximo, duas semanas. Assim, a maioria dos pais não costuma se importar em deixar as crianças e os adolescentes tatuarem borboletas, golfinhos ou dragões, entre outros desenhos. Mas, o que parece inofensivo, pode causar muita dor de cabeça - e manchas e bolhas na pele.


A henna é o nome de um corante avermelhado retirado de uma planta, e é muito usado na África e Oriente Médio para colorir os cabelos e fazer pinturas nas mãos e no corpo. E, inclusive, nas prateleiras de supermercado, há muitas tinturas para cabelo à base do pigmento.

Segundo a médica dermatologista, Drª. Giordana Giuriato, em estado natural, a henna não causa problemas. "O perigo está em quando ela é misturada a outros produtos químicos, para ficar com a cor mais escura", adverte.

Segundo a dermatologista, a henna que a maioria dos tatuadores de praia usam é misturada com tintas para tecido e outras substâncias, como nitrato de prata, nitrato de crômio, PPD (usado para escurecer a tinta), entre outras. E quanto mais escura é a henna, maiores são os perigos.

A Drª Giordana calcula que 30% das pessoas que fazem a tatuagem de henna podem sofrer reações de alergia, como a dermatite alérgica de contato.

Os sintomas dessa alergia começam em até 15 dias após feita a tatuagem de henna e podem variar de vermelhidões no local, pele empolada no formato da figura desenhada, coceiras, manchas, bolhas, etc. Em casos mais graves, podem ficar cicatrizes permanentes na pele.

De acordo com a médica, a melhor forma de prevenir contra problemas com tatuagens de henna é evitar fazê-las. [Gustavo Pereira - A Gazeta]

Tatuagens de hena não representam riscos de hepatite, AIDS, e outros riscos à saúde associados com tatuagens tradicionais. No entanto, existem sérios riscos quando os chamados "henna negra" que é usada para tatuagens. Henna natural não é na cor preta. Tatuagens de henna negra é constituída por um produto químico chamado parafenilenodiamina. Para-fenilenodiamina é usado para a tintura de cabelo preto.


Para-fenilenodiamina é um alérgeno. Assim como outros alérgenos, como picadas de abelhas, as pessoas reagem de forma diferente. Alguns têm uma forte reação ou até mesmo perigoso primeira vez que eles estão expostos. Outros podem ter uma reação leve ou nenhum, mas tornam-se sensibilizados após várias exposições.


Depois de se tornar sensibilizados ao PPD, a alergia é permanente. Na verdade, a sensibilidade à para-fenilenodiamina pode causar reações alérgicas aos estimulantes semelhantes. itens comuns, tais como roupas pretas, maquiagem, protetores solares e também pode começar a causar reações alérgicas. Outros produtos que você tem que evitar se torna sensível a parafenilenodiamina são as tinturas de cabelo e benzocaína. Pergunte ao seu médico para obter uma lista completa.


Os efeitos secundários de tatuagens de henna negra PPD pode ser muito grave. Elas podem variar de comichão na pele até a morte. Tatuagens de henna negra PPD pode causar bolhas, urticária, inchaço e feridas. As pessoas têm tido cicatrizes permanentes na pele com tatuagens de henna negra PPD. Os efeitos não se manifestam imediatamente. A reação começa em cerca de três dias e pode levar até dez dias. [associatedcontent]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique a vontade para comentar, só lembramos que não podemos aceitar ofensas gratuitas, palavrões e expressões que possam configurar crime, ou seja, comentários que ataquem a honra, a moral ou imputem crimes sem comprovação a quem quer que seja. Comentários racistas, homofóbicos e caluniosos não podemos publicar.

Postar um comentário