segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Luan Santana cantando aos 13 anos de idade. Veja

Aos 13 anos, o cantor maringaense Luciano Ferraz formou dupla com Luan Santana – de 2001 a 2003 –, em Maringá, observou seu grande amigo se transformar numa celebridade, fechando contratos milionários e lotando estádios em todo o País. Veja, abaixo, o vídeo de Luan Santana e Luciano Ferraz cantando "Meu Anjo", música composta em parceria pelos ex-parceiros.




Ex-parceiro de Luan Santana, Luciano Ferraz canta na quarta No período de 2001 a 2003, Luan e Luciano seguiram o conselho de seu professor de inglês e formaram uma dupla sertaneja. "Estávamos sempre com o violão, tocávamos nos finais da aula. Um dia, o professor chegou para a gente e sugeriu que formássemos uma dupla", conta Luciano.

No fotolog dos dois, que ainda está ativo, os cantores se intitulavam "a melhor dupla sertaneja dos últimos tempos".

A rotina dos amigos, ambos com 13 anos, era acompanhada por violões e de vez em quando, eles se aventuravam em algumas apresentações para poucas pessoas.

"No colégio, tocávamos em eventos como o dia dos pais, dia das mães, em festas juninas", conta. O melhor da dupla, segundo Luciano, era Luan. "Ele já cantava bem e me ensinava. Tudo o que eu sei de violão e de voz, aprendi com ele", avisa.

Arquivo Pessoal
Luciano Ferraz e seu ex-parceiro, Luan Santana: "Estou sentindo que agora vai dar certo", prevê Luciano, que dedica sua carreira ao sertanejo universitário

Quando olha para o amigo que exige um cachê de R$ 300 mil para soltar a voz no microfone – seguindo o exemplo de artistas como Cláudia Leitte, Chiclete com Banana e Marisa Monte –, Luciano não é tomado por uma inveja corrosiva. Pelo contrário.

"Se ele conseguiu toda essa fama, era para ser assim. Era para ele ficar famoso cantando sozinho", admite o maringaense.

A "melhor dupla sertaneja dos últimos tempos" não acabou por brigas ou pontapés. "Tivemos de terminar a dupla porque o pai do Luan trabalhava como gerente de banco e, de quatro em quatro anos, mudava de cidade", lamenta Luciano.

Depois de cantar com Luan, Luciano até que tentou emplacar outra dupla, mas não insistiu na música. "Meu familiares sempre desaprovaram o meio artístico."

O clima de amigos para sempre é tanto que em julho deste ano, Luciano deu o ar da graça em Londrina, no aniversário da Bruninha, irmã de Luan. Na festa, Empunhando um violão, retomou os momentos da dupla, cantando modões de viola e aproveitou para entoar duas músicas inéditas, que devem entrar em seu novo álbum, previsto para ser gravado no próximo ano.

"Toquei um sertanejo romântico, dedilhado no violão. Ninguém conhecia, mas todos gostaram. O Luan disse que estão muito boas. Em seguida, ele também tocou uma de suas canções inéditas’, conta, sem adiantar os títulos das canções. "Elas ainda não estão registradas", justifica.

www.odiario.com

Um comentário:

  1. meu amor vc e tao limdo
    te amuuuu
    meu sonho e te conhece

    ResponderExcluir

Fique a vontade para comentar, só lembramos que não podemos aceitar ofensas gratuitas, palavrões e expressões que possam configurar crime, ou seja, comentários que ataquem a honra, a moral ou imputem crimes sem comprovação a quem quer que seja. Comentários racistas, homofóbicos e caluniosos não podemos publicar.