quarta-feira, 1 de junho de 2011

Menina de 13 anos cai do 7ª andar de prédio em Campinas, SP

SÃO PAULO - Uma menina de 13 anos caiu do sétimo andar do edifício Malibu no bairro Cambuí, em Campinas, a 94 km da capital paulista. Um das vizinhas afirma que antes da queda pode ter ocorrido uma briga, pois foi possível ouvir gritos e até o porteiro foi chamado. A menina quebrou as duas pernas, um dos pulsos e foi socorrida por helicóptero.

- Eu ouvi gritos de briga e a vizinha de cima ligou aqui para baixo (na portaria) e falou: Seu Sandro suba porque estão com uma briga muito feia aqui em cima - disse Bel de Paula.

Testemunhas que passaram pela rua disseram aos policiais que viram um homem com a adolescente na janela. Uma mulher, que se apresentou como integrante da família, nega a versão de que havia um homem no local. Segundo ela, a menina mora com a mãe e uma irmã.

O primeiro atendimento foi feito pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e a vítima foi resgatada pelo helicóptero Águia da Polícia Militar. Ela foi levada em estado grave e inconsciente para o Hospital de Clínicas da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), onde passou por cirurgia para estabilizar os órgãos.

A perícia esteve no local. O resultado dessa análise deve sair em até 20 dias e deve ajudar a polícia a identificar o que provocou a queda da garota. O caso foi registrado como tentativa de suicídio no 13º distrito policial de Campinas, que vai investigar o caso. [O Globo]

Helicóptero da PM pousa no Cambuí em operação de salvamento
Jovem caiu o 7º andar de um prédio e foi levada para o HC da Unicamp

EPTV

A rua Olavo Bilac, no bairro Cambuí, em Campinas, precisou ser bloqueada no começo da tarde desta terça-feira (31) para o resgate de uma adolescente de 13 anos. A jovem caiu do 7º andar de um prédio e foi transportada pelo helicóptero Águia da Polícia Militar, que pousou na altura do número 288.


A jovem C. M. M. M., que mora no edifício Malibu com a mãe e a irmã, foi levada em estado grave e inconsciente para o Hospital de Clínicas da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), onde passou por cirurgia durante a tarde para estabilizar os órgãos.
O Corpo de Bombeiros e o Samu também deram apoio ao resgate.

Causas
Uma vizinha diz que algumas pessoas ouviram uma briga no apartamento da adolescente. Testemunhas, que passavam pela rua, contaram aos policiais que viram um homem com a menina na janela do apartamento, mas uma mulher, que se apresentou como da família, nega a presença do homem na casa.

A perícia esteve no local. O resultado dessa análise deve sair em até 20 dias e deve ajudar a polícia a identificar o que provocou a queda da garota.

O caso foi registrado como tentativa de suicídio no 13º distrito policial de Campinas, que vai investigar o caso.

10 comentários:

  1. Vai com Deus Camila !

    ResponderExcluir
  2. Que Deus esteja com ela e que isso sirva de lição para todos adolescentes que acham que tirando a própria vida resolvem os problemas em vés de enfrenta-los e viver,sonhar,curtir,crescer,estar vivo para saber como foi ter vivido...isso nao tem preço!!!Fica em paz Camila!!!Nilza C.Dias

    ResponderExcluir
  3. Eu vi tudo e posso afirmar que ela não se matou. Estou aguardando o resultado da perícia para ver até onde isso vai.

    ResponderExcluir
  4. Que Deus conforte a familia. CAMILA : (

    ResponderExcluir
  5. vai com Deus nossa anjinha, que saudades!

    ResponderExcluir
  6. Eu estava em um outro velório no mesmo dia q foi velada Camila Mathias, foi muita tristeza, era uma menina linda, parecia uma boneca.
    QUE DEUS CONFORTE O CORAÇÃO DESSA FAMILIA,NÃO É FACIL PERDER UM ENTE QUERIDO..
    DURMA BEEM CAMILINHA

    ResponderExcluir
  7. camilinha nao te conheço mas deus estar contigo..queria q estivesse viva..mas deus sabe o q faz e se ele te chamou é q realmente era a sua hora..
    deus abencoe econforme toda atua familia

    ResponderExcluir
  8. alguem pode me dizer o dia exato em q ela faleceu?

    ResponderExcluir
  9. Eu acho que a mãe empurrou a filha, pois depois disso aplicou varios golpes de esteliinato.

    ResponderExcluir

Fique a vontade para comentar, só lembramos que não podemos aceitar ofensas gratuitas, palavrões e expressões que possam configurar crime, ou seja, comentários que ataquem a honra, a moral ou imputem crimes sem comprovação a quem quer que seja. Comentários racistas, homofóbicos e caluniosos não podemos publicar.